Fibromialgia Tem Cura? Saiba Como É Possível Eliminá-la da Sua Vida

Tempo de leitura: 7 minutos

0 Flares 0 Flares ×

Fibromialgia tem cura, apesar da medicina tradicional dizer o contrário. E entender como ela se forma, por que essa doença se manifesta, e como ela se agrava, é fundamental para tomar as medidas corretas para diminuir a intensidade do quadro, contribuindo para o desaparecimento total da doença.

 

O que é Fibromialgia?

 

A Fibromialgia se caracteriza por apresentar dores no corpo sem nenhuma razão aparente. Porém essas dores são acompanhadas de inúmeros outros sintomas.

E não existe nenhum exame que comprove a existência dessa doença, foi a medicina tradicional quem convencionou denominá-la assim.

 

Sintomas da Fibromialgia

 

O primeiro sintoma de perda de saúde é sempre o cansaço. Cansaço significa que o corpo não tem energia suficiente para realizar as atividades, e para se recuperar dos danos que aconteceram naquele dia. Veja alguns outros sintomas que afetam o paciente com Fibromialgia:

  • Fraqueza
  • Pouca resistência física
  • Pouca massa muscular
  • Dores
  • Distúrbios do sono
  • Distúrbio do intestino
  • Problemas de concentração
  • Perda cognitiva e de memória
  • Cefaleia
  • Dormências
  • Palpitações
  • Perturbações emocionais como depressão, irritabilidade e distúrbio do humor

 

15 recursos fundamentais de saúde que são essências para a cura da Fibromialgia

 

A perda de saúde provocou uma gama de sintomas incapacitantes e desagradáveis, e a solução para a cura desta patologia é o ganho continuado de saúde, e por isso eu te apresento 15 recursos que irão auxiliá-lo nesse processo:

 

  1. Acredite na cura

 

O primeiro passo é acreditar que a cura é possível, porém os pacientes com doenças graves, tem como característica a perda total ou parcialmente dessa esperança, pois suas mentes estão completamente cheias de pensamentos negativos.

Você também deve se lembrar constantemente dos milagres de Jesus Cristo, pois ele em momento algum disse “eu te curei”, ou “o pai te curou”. Pelo contrário, em todos os casos ele disse “a tua fé te curou”, por isso tenha fé na linguagem dele.

E policie constantemente a sua mente, afastando qualquer pensamento negativo, afirmando sempre: “Estou no processo de cura”.

 

  1. A cura se dá pela adoção dos vários recursos

 

A medicina da saúde tem o foco totalmente na saúde, e por isso, durante algum tempo será necessário continuar com os tratamentos da medicina tradicional.

Já que não é possível avançar na conquista da saúde utilizando apenas um ou outro recurso da medicina da saúde, é necessário utilizar o máximo destes ao mesmo tempo para alcançar o resultado da cura.

 

  1. Perda de saúde

 

A doença se manifestou porque houve uma perda de saúde, e isso ocorreu porque o seu organismo sofreu seguidas agressões ao longo da vida, desde a intrauterina.

Múltiplas microagressões cumulativas, acompanhadas da falta de ações necessárias para manutenção da saúde, causaram perdas progressivas, até manifestarem os primeiros sintomas que levaram a Fibromialgia.

 

  1. Fatores que levaram a Dissaúde

 

A perda da saúde se dá porque o organismo do indivíduo sofreu alguma agressão, e não teve condições de reparar adequadamente, ou porque ele deixou de fazer alguma conduta necessária para a manutenção desta.

E para reverter essa situação e alcançar a cura da Fibromialgia, ele deve retornar aos ganhos cumulativos de saúde, utilizando ao máximo os recursos disponíveis.

 

  1. Desenvolva a consciência corporal

 

O principal e obrigatório recurso para ganhar saúde é desenvolvendo a consciência corporal, ou seja, ao realizar as tarefas, preste atenção sobre o que o seu corpo sente. E se a dor aumentar, já sabe que está realizando uma atividade prejudicial a ele.

 

  1. Aumente a sua força muscular

 

A principal causa do desenvolvimento dessa doença foi ter nascido com uma musculatura muito fraca, por isso você deve fazer exercícios para ganhar força, mesmo tendo dor para curar esta doença.

Uma atividade ideal para os portadores dessa doença é a musculação. Você pode sentir dificuldade em realizar exercícios nos primeiros dias, por isso inicie com pesos leves, algo como meio quilo ou um quilo, e faça poucas repetições, sempre prestando atenção as mensagens do corpo, ao primeiro sinal de desconforto, interrompa imediatamente, mesmo que tenha feito só uma repetição.

Se não conseguir realizar a atividade com peso, faça os chamados exercícios isométricos, estes consistem em manter o músculo contraído. E observe como seu corpo irá reagir aos exercícios nos dias seguintes.

 

  1. Melhore a sua capacidade cardiovascular

 

Por ter a musculatura fraca e ter feito poucos exercícios, você perdeu grande capacidade cardiovascular, e hoje essa capacidade é tão diminuída que não consegue levar nutrientes adequados a todas as células do corpo.

Por isso aumentar a sua capacidade cardiovascular é também necessária, então realize exercícios aeróbicos e anaeróbicos. Um ótimo exercício aeróbico, por exemplo, é a caminhada, já os exercícios anaeróbicos, são aqueles que te deixam ofegante.

 

  1. Atitudes pós exercícios físicos

 

Após qualquer atividade física você deve:

  • Alongar o músculo trabalhado, e colocar gelo nos pontos dolorosos

 

  • Fazer repouso, e após uma hora coloque bolsas quentes.

 

  • Coloque gelo ou calor, e observe as respostas do corpo, porém se a dor piorar pare o que está fazendo imediatamente.

 

  1. Seja persistente

 

Inicialmente os ganhos são muito poucos, até diminutos, acompanhados de períodos de regressão e recidivas, o que faz com que a maioria das pessoas abandonem o caminho da cura, achando que as melhoras que obtiveram eram pequenas, se comparado aos grandes esforços que estavam realizando.

Por isso é importante saber que este processo irá demandar vários anos até conquistar a cura completa, então seja persistente.

 

  1. Tenha uma alimentação saudável

 

A alimentação pode afetar diretamente a nossa saúde, pois os alimentos que ingerimos podem melhorar ou agravar os sintomas da doença.

Então ingira alimentos saudáveis, tais como a miocina, pois ela é um dos maiores anti-inflamatórios naturais, inclua alimentos fermentados a sua rotina, tais como Kefir, Chucrutes, e elimine todos os carboidratos e alimentos industrializados.

 

  1. Tenha um sono reparador

 

É durante o sono que acontecem todas as reparações das células e tecidos doentes, e o horário ideal para se deitar é ao escurecer, e o último horário é as 22 horas, para quem tem doenças crônicas.

Se devido ao fato de deitar cedo, você ficar sem sono de madrugada, levante e faça alguma coisa útil.

 

  1. Controle a Mente e gerencie o estresse

 

Quem tem fibromialgia precisa fazer meditação duas vezes por dia, por isso faça vários momentos de Mente Atenta, Mindfulness. Diminua o estresse, relaxe, respire conscientemente, faça banhos quentes, ouça músicas que te trazem paz.

 

  1. Faça contato com a natureza

 

Ter um estilo de vida mais ativo e saudável possibilita esse processo de cura, por isso tenha contato com o sol, com a natureza, ande descalço, pise na terra.

 

  1. Esforce-se para conviver com pessoas

 

Crie vínculo com as pessoas, e para isso reserve sempre um horário em seu dia para cultivar essas relações, seja com amigos ou familiares, pois fortalecer esses laços faz muito bem para nossa saúde.

 

  1. Não diga que está com dor

 

Sob hipótese alguma diga para alguém que está com dor. Não fale para o seu marido, ou para a amiga mais íntima. Minta que está sem dor e que estás ficando cada vez melhor.

Você não pode se permitir pensar na dor, nem falar dela por mais forte que ela seja.

Comece a aplicar todos os recursos citados a partir de hoje, e verá a diferença acontecer na sua vida.

E para você que deseja aprender mais sobre saúde, assista aos meus vídeos no Youtube que também abordam esse tema, e muitos outros.

Eu te encontro no próximo post.

Até lá, eu te desejo uma SuperSaúde!

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *