13 Maneiras Para Aumentar o Hormônio de Crescimento Naturalmente

Tempo de leitura: 4 minutos

0 Flares 0 Flares ×

Você deve estar se perguntando por que hormônio de crescimento, se não estou mais crescendo?

O hormônio de crescimento é usado no crescimento até os 15 anos de idade e a partir daí ele é utilizado principalmente na reparação de tecidos dos órgãos, pelas agressões que fazemos no dia-a-dia. Ele também ajuda a ganhar massa muscular, perder gordura, desempenho sexual, função imunitária, elasticidade da pele, sono reparador e diminui a depressão. É um hormônio muito importante.

O hormônio de crescimento é produzido na hipófise e atua no fígado. O fígado então produz IGF-1 (fator de crescimento tipo insulina I). O IGF-1 vai então atuar em nosso corpo.

Como aumentar a produção do hormônio de crescimento?

Há muitas prescrições de injeções de uso subcutâneo deste hormônio. Aparentemente não há problema, porém, alguns autores comentam que pode aumentar o risco de câncer. Eu não tenho certeza e por isso não uso. O que eu uso são estas 13 maneiras para aumento do hormônio de crescimento de forma natural:

1. Realizar exercício anaeróbico intenso: quanto mais intenso for o exercício e em menor tempo, mais aumenta a produção do hormônio de crescimento. O exercício que mais aumenta é o exercício anaeróbico, o intervalado. É aquele em que você corre em alta velocidade em menor tempo.

2. Fazer musculação com alta intensidade: realizar todas as séries até a falha muscular (claro que antes você deve passar por um período de adaptação) e não treinar por mais de 45 minutos. Isto porque após 45 minutos gera estresse físico e começa a produção de cortisol e este diminui a produção do hormônio de crescimento.

3. Realizar exercício aeróbico intenso: praticar no máximo durante 20 minutos.

4. Manter a glicose sanguínea baixa: a taxa de glicose alta no sangue diminui a produção do hormônio de crescimento. Quanto mais alta for a glicose no teu sangue, menor a produção de hormônio de crescimento. E para reduzir a taxa de glicose, deve-se consumir menos carboidratos. Não coma carboidrato após as 18h.

5. Ingerir proteínas e aminoácidos: as proteínas e aminoácidos aumentam a produção de hormônio de crescimento. Por exemplo, suplementar com whey protein pode ajudar. Coma proteínas e aminoácidos à noite.

6. Repousar adequadamente: é durante o sono que se produz e se libera a maior quantidade de hormônio de crescimento. E principalmente durante o sono profundo, aquele sono durante a noite, com o quarto todo escuro. No dia que realizar exercício físico, durma mais cedo. O que aumenta o hormônio de crescimento também é a melatonina que é produzida durante o sono e para produzir a bastante melatonina é preciso pegar a luminosidade durante o dia e dormir em um ambiente mais escuro possível.

7. Evitar consumo de carboidratos de alto índice glicêmico: não consumir carboidratos de alto índice glicêmico. Porém se for consumir, opte pelos carboidratos mais nobres, como frutas, raízes, tubérculos e etc.

8. Perder peso: as pessoas obesas têm menor quantidade de hormônio de crescimento quando comparadas as pessoas magras. Portanto, perder peso aumenta a possibilidade de aumentar o hormônio de crescimento.

9. Praticar pensamentos positivos: otimismo, riso. Isso aumenta a liberação de hormônio de crescimento e a endorfina (sensação de bem-estar). Sabemos que passa rápido, porém o estimulo continua na produção do IGF1.

10. Retirar produtos com química: o cérebro produz hormônios de crescimento que alcançam e trabalham no fígado. E o fígado é comprometido a desintoxicar o corpo de toda a química que o atinge. Então, retire todos os produtos com química da sua vida: desodorante (use desodorantes naturais), shampoo, perfume e etc.

11. Aumentar consumo de vitamina C: recomendo a vitamina C presente naturalmente nos alimentos, como verduras e frutas. Não recomendo a vitamina C dos suplementos.

12. Meditar e relaxar: a meditação acalma e baixa o cortisol (inimigo do hormônio de crescimento). Banhos quentes e sauna aumentam o estímulo para o hormônio de crescimento. Então, se você tomar um banho quente antes de dormir é favorável à produção.

13. Fazer Jejum e comer menos: o jejum intermitente, por exemplo, acontece quando eu almoço, janto (tem uma janela de sete horas desde a última refeição) e depois só almoço no outro dia. Tenho tomado de manhã o kefir de leite, que é um dos alimentos mais saudáveis que existe. Faço exercício às 11 horas da manhã praticamente em jejum intermitente, são 17 horas por 7 horas.

Espero que você faça essas 13 ações com o teu corpo, atuando, se possível, diariamente na produção de maior quantidade de hormônio de crescimento.

Este é um hormônio que poderia se chamar de uma forma inapropriada de hormônio rejuvenescedor. Ele não é, mas poderia, pois, os efeitos são tão benéficos para o corpo, que dá a sensação de estar rejuvenescendo.

Espero também que seja útil para você e que você possa aplicar na sua vida para aumentar a sua saúde.

35

16 Comentários


  1. Li e ouvi e achei muito interessante, temos inúmeros vídeos, que falam para algum tipo de saúde, coisas diferentes. O hormônio do crescimento, nós não precisamos repor com a idade ( estrogênio )


  2. Muito bem colocado. sobre os hormônios é pouco explanado de forma objetiva. Precisamos entender como se processa a metabolização e como os hormônios influenciam em nossa constituição. Assim, a prevenção tão falada e ainda pouco vivenciada em aspectos gerias teria maior sucesso.


  3. Muito interessante!!! Gostei das explicações, do tom de voz e da postura do Dr. Zancan. Aguardarei os próximos vídeos. Abraços.


  4. Olá Dr. Estou acompanhando com interesse seus vídeos. Tenho uma pergunta…. A aveia. Ainda ñ vi o Sr. abordar ela. Faço uso da aveia principalmente o farelo em minhas receitas de bolo. É recomendável? Obrigada e q continuam os seus vídeos e esclarecimento sobre saúde. Bonito trabalho esse. Só temos a aprender e praticar.


    1. Como a aveia aumenta a produção de insulina e esta aumenta a inflamação e as doenças eu não uso ela.


  5. Dr boa noite, meu nome é Reginado,moro no interior do estado de Pernambuco,gostaria de uma infomação muito importante para mim.Eu tenho por hábito fazer só uma refeição por dia,geralmente ao meio dia,isso é prejudicial? ou eu devo comer mais vezes ao dia.?Portanto, passo vinte e quatro horas de uma refeição para outra.No entanto ,como todos os dias.Agora queria saber do senhor,se durante cada mês eu posso fazer três jejuns a cada dez dias de vinte e quatro horas?Ou não se faz necessário já que eu me alimento uma vez por dia.Um abraço e que Deus lhe abençoe.


  6. venho por meio desta agradecer por um otimo trabalho deste artigo que tem muitas imformação,e absorvir os meus conhecimento……uma pergunta! posso divulgar este artigo nas rede social?


  7. Admiro muito o seu trabalho! Você e Lair Ribeiro são os melhores médicos que já vi na vida!

    Tenho uma pergunta. Vi no youtube que o nosso corpo aproveita apenas 17% do whey protein, porém, não encontrei nenhuma prova para essa afirmação. Eu sempre soube que o whey tem um ótimo valor biológico, por isso estou na dúvida.
    Você acha o quê do uso do whey protein? Vale a pena ou é esperdício de dinheiro?
    Aguardo uma resposta, obrigado!

Comentários encerrados.